quinta-feira, julho 16, 2020

Atenção integral ao idoso é tema de coletânea da Inteligência Educacional

Inteligência Educacional Trilhas da Longevidade

Material exclusivo será lançado em abril

Roberta Rodrigues

Goiânia – Com a mudança da pirâmide etária no Brasil e o consequente aumento da população idosa, a empresa goiana Inteligência Educacional preparou a coletânea ‘Trilhas da Longevidade’, com temas específicos para a atenção integral ao idoso. O lançamento do material, composto por três livros, deve ser realizado na segunda quinzena de abril, em São Paulo, durante um seminário internacional que reunirá especialistas, gestores, técnicos e os escritores para discutir os eixos trabalhados em cada um dos livros.

Coleção “Trilhas da longevidade”

Autores do material, Sandro Resende e Floriano Pesaro foram líderes e pioneiros no movimento jovem no Brasil, no final da década de 1990, e já alertavam para o colapso do sistema previdenciário e de saúde no futuro. Sandro ressaltava que “a política da juventude iria se colar com a política do idoso”. Ele defendia que o Brasil precisava executar de forma emergencial os programas de juventude, mas também preparar, de forma preventiva, políticas voltadas para o idoso.

Neste sentido, Sandro Resende ressalta que o material “único e inédito” traz uma abordagem diferenciada em uma fase que, segundo ele, marca o fim do bônus demográfico e a falta de preparo da nação para tal fato. “O processo de envelhecimento da população nesta nova pirâmide etária  precisa ser planejado e apoiado. Por isso, este material foi desenvolvido para orientar e facilitar a boa convivência entre idosos, familiares e cuidadores, destinando atenção especial a cada um deles, o que proporciona um envelhecimento menos conflituoso e mais saudável. É necessário que as gerações aprendam a lidar, a respeitar e a entender suas diferenças”, explica Sandro Resende.

Sandro Resende (Foto: Esther Teles/Jornal A Redação)

A aplicação do material será feita em redes de assistência social, pública e privada, que cuidam dos idosos e possuem liberação legal para a política do idoso. “Trazemos parâmetros que definem como deve ser feito esse trabalho com os idosos, tudo ancorado na legislação”, destaca.
 Sandro Resende comenta ainda sobre a abrangência da Inteligência Educacional, que, apesar de ser uma empresa goiana, “rompe barreiras e atrai profissionais do País todo”, como o paulista Floriano Pesaro.

Floriano, Millena, Sandro e Fabio  (Foto: Divulgação)

Com mais de 24 anos de atuação na gestão pública, Floriano Pesaro atuou nas áreas da Educação e da Assistência Social, nesta última enquanto Secretário de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo – a maior expansão da rede de equipamentos para idosos da história do estado. Atualmente, São Paulo conta com mais de 300 equipamentos, que acolhem idosos autônomos, semi-dependentes e dependentes, com atendimento especializado e quadro técnico de recursos humanos capacitados na atenção integral aos idosos. 

“Elaboramos uma coletânea de três livros que perpassam os eixos da longevidade sob o ponto de vista dos três principais atores no processo: o profissional cuidador, a família e a pessoa idosa. Será uma abordagem completa e transversal, onde vamos trabalhar sob a luz do Estatuto do Idoso e dos fatores determinantes do envelhecimento – os aspectos fundamentais que precisam ser debatidos com cada um desses públicos da forma que melhor cabe a cada um deles”, afirma Floriano Pesaro.

 Floriano Pesaro (Foto: Divulgação)

“Tratamos de uma gama de assuntos pertinentes para cada um dos públicos, dentre eles vale enfatizar o cuidado com a garantia da autonomia da pessoa idosa, evitando sua infantilização e o alerta quanto aos variados tipos de violência”, frisa Pesaro.

É o que também defende a conteudista da coletânea, Sandra Regina Gomes, que considera o empoderamento como fator determinante para alcançar dignidade para os idosos.

Sandra Regina Gomes (Foto: Letícia Coqueiro)

“Não tem que falar de um jeito infantilizado com o idoso, como se fosse frágil, pois isso diminui a cidadania da pessoa. Estamos falando de uma velhice autônoma, que tem a capacidade de decidir, e nós precisamos ouvir essa voz. E tudo isso só pode ser feito com capacitações, sensibilizações e, principalmente, se fomentar na população a cultura de cuidados, que é uma cultura que precisa estar além do que nós temos como obrigação. Nós estamos em 10 estados e temos que ampliar a aplicação deste conhecimento para todos os cantos”, ressalta Sandra Regina ao destacar o alcance e a eficiência dos conteúdos elaborados e aplicados pela Inteligência Educacional. 

Matéria original em: https://aredacao.com.br/noticias/129574/atencao-integral-ao-idoso-e-tema-de-coletanea-da-inteligencia-educacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *