segunda-feira, abril 06, 2020

Método socioemocional inovador otimiza ensino do esporte nas escolas

Inteligência Educacional

Roberta Rodrigues

Goiânia – 
Com atuação em dez Estados do Brasil, a empresa goiana Inteligência Educacional ampliará o repertório de conteúdos aplicados nas escolas com o material ‘Esporte Para Além das Fronteiras’. O método, que utiliza habilidades socioemocionais, pretende mudar o cenário do ensino de práticas esportivas e ampliar a geração de oportunidades para os jovens brasileiros. 

O material foi lançado no final do ano passado e começará a ser aplicado ainda no primeiro semestre de 2020. É o que afirma Felipe Piovesana, um dos autores do livro. “Todos sabemos o quanto o esporte contribui para educação e ajuda na formação humana, mas realmente no Brasil é pouco estruturado, tem pouco projeto, principalmente para as escolas públicas. Estamos conversando com alguns Estados interessados para iniciar projetos pilotos em diferentes lugares”, ressaltou.

Felipe Piovesana (Foto: Inteligência Educacional)

“O esporte pode trazer muitos benefícios com o trabalho de capacidades socioemocionais e físicas, além do estímulo à prática esportiva para vida adulta. Acreditamos que o esporte é um grande gerador de oportunidades, mas a maioria dos jovens brasileiros hoje estão em um ambiente em que ele não tem acesso a essas oportunidades, e esse é o grande diferencial do nosso material”, detalhou Piovesana.

O propósito do conteúdo é levar aos alunos habilidades que os preparem para o trabalho e desenvolva o espírito de respeito, disciplina, foco no resultado, comunicação e autodesenvolvimento. “Temos diversos estudos de outros países que fizeram projetos parecidos com o Esporte para Além das Fronteiras, como o caso da Islândia, que conseguiu ótimos resultados em vários indicadores, como queda da evasão escolar, aumento de rendimento acadêmico e diminuição no consumo de drogas e bebidas. Então, vale ressaltar, isso tem um ganho social muito grande”, acrescentou um dos autores do material da Inteligência Educacional. 

A ideia de associar diretamente a prática esportiva a oportunidades é defendida também por Bruno Pessoa, ex-atleta de futebol, CEO e Co-Fundador da Startup Tero, que vem aproximando jovens atletas a oportunidades no esporte. “A união do esporte e da educação nas escolas públicas do país, além de estar explícito na Constituição como investimento prioritário, vai gerar um futuro melhor para todos”, avaliou. 

Oportunidades internacionais
Pensando neste modelo de ensino, que utiliza capacidades socioemocionais, o material da empresa goiana Inteligência Educacional possui nove unidades e cada uma fala de uma modalidade diferente de esporte. Aborda também temas sobre vida ativa, vida saudável e grandes campeonatos que são realizados em todo o mundo. É o que explica o autor Felipe Piovesana.

“Trazemos no livro a oportunidade que a maioria dos jovens não conhece, que é de poder ganhar bolsas, inclusive em nível universitário nos Estados Unidos, em razão da prática esportiva. Existem mais de 180 mil estudantes/atletas que recebem bolsa lá todo ano e os brasileiros podem participar desses números. Queremos abrir esse leque e orientar quanto à existência das bolsas, além de mostrar qual é o caminho. Sem falar que nós mesmos podemos selecionar alguns que se destacarem mais para fazer o direcionamento para esse incentivo, que é a bolsa”, disse Piovesana.

Para Pedro Trengrouse, autor do livro juntamente com Felipe Piovesana, o método socioemocional aliado aos esportes deve trazer resultados positivos para os alunos das unidades onde o ensino inovador de práticas esportivas será aplicado. “Reforço que esporte na escola diminui a evasão e melhora o desempenho acadêmico. É ferramenta para o desenvolvimento integral das pessoas e ainda abre perspectivas internacionais com a possibilidade de bolsas em universidades no exterior”, complementou Trengrouse ao destacar o alcance do projeto. 
 

Apresentação do material
As propostas abordadas no livro Esporte para Além das Fronteiras foram apresentadas durante capacitação para consultores da Inteligência Educacional, realizada de 13 a 17 de janeiro. 

“Nós temos uma coisa muito rica aqui, porque eu não trago capacitadores apenas, trago pessoas que desenvolveram o material junto com a empresa. Foi por isso que um dos autores do material do esporte  veio conversar com a equipe e explicar a importância do conteúdo que é abordado no livro”, afirmou a diretora executiva da Inteligência Educacional, Millena Araújo, ao destacar a importância da presença de Felipe Piovesana no encontro. 

Diretora executiva da Inteligência Educacional, Millena Araújo (Foto: Letícia Coqueiro)

Já o autor do material do esporte comentou sobre a oportunidade de ouvir a opinião das pessoas, que vão estar mais próximas da prática, sobre o que é mais eficaz para a aplicação do conteúdo nas escolas. “Foi muito importante colher os feedbacks, porque a gente sabe que existem diferentes contextos nas escolas brasileiras, sejam elas com mais ou com menos estrutura física para a prática de esportes. Algumas vão ter que se adaptar para se encaixarem na metodologia, que, sem dúvidas, é muito eficiente”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *