quarta-feira, outubro 14, 2020
Ações que transformam

Ações que transformam

Inteligência Educacional

Todos estamos conectados em prol da educação, em prol da escola. Diante deste novo panorama, pode ser que você esteja se perguntando o que será da escola? 

Antes de responder a essa pergunta, vamos percorrer sobre um tema que será central durante a nossa discussão por aqui, que é a cultura de expectativas.

Afinal, o que é a cultura de expectativas? 

A cultura que estamos nos referindo aqui, não está definida em dicionários, ou em algo pré-estabelecido. Estamos falando de uma construção diária, diante das perspectivas que você vai construindo ao longo das suas vivências e experiências.

A cultura da qual estamos percorrendo, diz respeito então, a tudo o que pensamos que a escola é , das relações que construímos nesse espaço, do quanto isso gera impacto positivo para toda a comunidade.   

A escola é o espaço de transformação, e deve cumprir a função social que está além dos conteúdos. Pensar nesse indivíduo como cidadão, e ver a escola como a oportunidade de gerar propósitos. É essa a cultura que propomos existir neste espaço.

Escola do futuro

Quanto às expectativas também não referimos a algo pronto e acabado. Estamos falando daquilo que é possível de ver acontecer. É construído de dentro para fora, é a crença que se tem em relação à capacidade do mesmo, de conseguir ser protagonista em sua vida e percorrer um caminho que seja melhor do que o contexto em que ele está inserido.

Você pode estar agora associando à palavra esperança. Muito bem. É sobre isso mesmo que estamos falando. No entanto, não subestime essa palavra ao senso comum ou a algum ideal. Aqui referimos a atitudes, ações que você pode desenvolver para aplicar este conhecimento e ver o mundo a sua volta se transformar. Desta forma, associar a prática a uma filosofia dentro da escola.

Não estamos trazendo a visão romântica da docência. Estamos reconhecendo as dificuldades e as adversidades que permeiam o nosso meio. No entanto, não podemos nos deixar levar pelo comodismo de aceitar as coisas como estão. Se nos deixamos levar pelas emoções negativas, elas podem tomar uma proporção quase que incontrolável, e assim, você se torna um educador comum, do qual não se permite ousar. 

Falando em emoções, a base da tão falada Inteligência Emocional, é não se deixar levar pelas suas emoções e nem pelas emoções dos outros. É saber que você pode agir com intencionalidade. A intencionalidade deve estar presente em suas ações.

Veja só este esquema para entender melhor as palavras que estamos percorrendo aqui:

Cultura –  função social; cidadania; oportunidade

Expectativa – crença; esperança; intencionalidade

Respondendo a pergunta do início, o que será da escola? Essa também não é uma resposta fácil, muito menos pronta. É o nosso desafio e contamos com os braços de cada um de vocês, onde cada um possa encontrar a própria resposta, através da prática e do compartilhar dessas experiências, fazendo com que isso reverbere, impulsionando essas altas expectativas na construção desta escola que queremos: Possível e real.

 Agradecemos a sua leitura e do lado de cá as nossas expectativas serão altas sempre, pois acreditamos que esse é um bom caminho para seguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *