sábado, setembro 26, 2020

“Da Minha Casa, Para Sua Casa” Lília Oliveira

Inteligência Educacional

Todos lutaram, disponibilizaram-se, reinventaram-se e deram conta de fazer acontecer o ensino a distância! Todos merecemos as maiores honrarias e reconhecimentos diante de tamanha reinvenção em tão pouco tempo!  Parabéns professores! Hoje é dia de honrar a belíssima caminhada de vocês na campanha Da Minha Casa Para Sua Casa. 

Essa semana vamos conhecer a história da Lilia Oliveira, lá de Teresina, Piauí. Ela é casada há 23 anos e tem dois filhos. Atua na área da educação há mais de 26 anos, concursada, Lília sempre esteve em sala de aula, lidando diretamente com os alunos.

Em 2018, surgiu a oportunidade de trabalhar com a Escola da Inteligência, a unidade de ensino que ela trabalha foi contemplada para desenvolver o projeto piloto na Rede Municipal. 

“Imediatamente abracei a ideia e pude constatar o quão gratificante foi para os alunos e para mim o desenvolvimento das habilidade emocionais, pois os resultados foram nítidos e imediatos, por se tratar de algo que evidencia fatores e temas de extrema relevância” afirma. 

Lília conta como foi o início das mudanças para ela, “nos deparamos com algo que jamais imaginávamos enfrentar. Tudo isso nos obrigou a mudar completamente a nossa rotina em todos os sentidos, inclusive nas escolas, tivemos que nos afastar de nossas atividades presenciais e partir para um ensino, que para a maioria, era algo novo, nos reinventamos e saímos da nossa zona de conforto” completa. 

Ela destaca como foram dias cansativos para encontrar a melhor forma de realizar os planejamentos, preencher as  fichas de acompanhamentos, gravar às aulas, editá-las, postar nas plataformas digitais, acompanhar e corrigir às atividades dos alunos e participar das reuniões on-line.  “Tudo isso  me deu um novo ritmo de trabalho, além de conciliar com as atividades domésticas, otimizando o tempo com meu filhos e marido, sem falar que fomos obrigados a ficar longe da família e amigos que tanto amamos” completa. 

Lília afirma que apesar de todos os desafios , ela foi a luta e aprendeu a fazer muitas coisas que não sabia, como: escanear livros, gravar telas, e fazer de tudo para que as aulas da Escola da Inteligência tornassem-se mais atrativas e divertidas do já eram, já que não tinham a oportunidade de interagir com os alunos como em uma aula presencial. 

Ela fala da dedicação e das mudanças na sua rotina “me dediquei a fazer o que já gostava, como cozinhar; aprendi novas receitas, assisti a alguns filmes, li mais sobre temas que gosto, acompanhei meu filho em suas aulas remotas e tive que lidar com a frustração da minha filha, que tinha acabado de entrar em uma Universidade Pública (UFPI), para o tão almejado curso de Arquitetura, e que por conta da pandemia, teve suas aulas suspensas. Enfim, não foram dias fáceis, mas com muita força de vontade e equilíbrio, de quem já aprendeu junto com os alunos sobre inteligência emocional, conseguimos chegar até aqui e surpreendentemente fazer desta rotina uma nova realidade” completa. 

“ Professores acredito que não existe maneira melhor de vencer os desafios senão enfrentando-os. Convido a todos vocês a viverem as experiências incríveis e transformadoras que a Escola da Inteligência proporciona aos alunos, bem como suas famílias e a comunidade escolar como um todo. Abrace esse projeto e venha sentir todas as mudanças maravilhosas que irão acontecer na escola a partir da implantação do mesmo”. 

Lília Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *